Daí que meu filho, no auge dos seus três meses e meio de vida fez a primeira birra! Pode isso Arnaldo? Eu demorei a acreditar que era isso de fato. Mas sim, ele já tem vontade própria e se não faço o que ele quer, ele chora não… ele grita!

Semana passada fiquei doente e minha irmã veio aqui cuidar de mim/ Biel e eu reparei que em determinados momentos do dia (tipo, depois de mamar, na hora de ficar no colo para arrotar) ele não queria mais ficar no colo sentado. Achei engraçadinho, minha irmã estava aqui e pegou ele e ficou andando pela casa. Resolveu o problema.

Na última segunda, eu continuava doente e estava sozinha em casa. Tinha acabado de amamentar e coloquei ele para arrotar sentada, ele simplesmente começou a gritar chorando no melhor estilo estão me matando chamem o juizado. Resolvi testar e levantei do sofá. Ele parou de chorar na h-o-r-a! Tipo, nem disfarçou, deu aquela soluçada e aos poucos foi parando… ele simplesmente parou mesmo!

Sentei novamente e óbvio que o escândalo voltou. Após a constatação, o que fazer? Resolvi continuar sentada e acalmar a fera. Tentei conversar, explicar a situação (sempre tento isso primeiro), cantei, balancei, chamei pelo nome, fiz o shiiiiiii no ouvidinho, rezei, e por aí vai. Depois de um tempo ele se acalmou e parou e continuamos a programação normal.

A história se repetiu hoje e na terça passada em alguns momentos específicos. Normalmente é quando ele está com sono… Não sei se de fato é birra ou se ele sente algum desconforto e ficar em pé é melhor por algum motivo. O que fazer nessas horas? Será que devo levantar e andar pela casa? Cadê o manual de instruções ou FAQ para ajudar? risos

Share: