Brincadeiras inocentes como suspender o filho pelos braços, balançar ou até mesmo um descuido bobo na hora de passar o baby de um colo para outro pode causar o que chamam de pronação dolorosa. Este post é um alerta para mães, pais, avós, avôs e demais cuidadores de bebês e crianças até cinco anos de idade.

Depois da visita guiada ao Museu de Arte Naïf fomos tomar um café atrás do museu. Lá tinha um tapete de EVA e alguns brinquedos espalhados no chão, um cantinho fofo para os babies brincarem!

A visita aconteceu bem na hora do soninho dele, acabou que ele não dormiu. Então, depois de alguns minutos brincando no tapete, ele começou a ficar mais molinho, começando a reclamar. Marido tomou café na frente e depois seria minha vez (aqui rola revezamento na hora da comida hehehe). Quando eu fui mudar o Biel de colo (do meu para o meu marido), do jeito que sempre faço, pegando por baixo da axila, pegando na altura da costela, o braço dele prendeu no meu vestido… Na hora Biel chorou muito, um choro sofrido. Levantei, abracei, ninei e ele acabou dormindo. Fiz uma breve inspeção no braço dele e vi que não estava inchado e se eu apertasse ele não sentia dor. Terminamos de comer, pagamos e fomos para casa.

Biel acordou quando estávamos chegando em casa, mas pediu para mamar e dormiu mais. Quando ele acordou vi que não estava mexendo o bracinho que tinha prendido no vestido, tentei mexer o braço e vi que ele sentia um pouco de dor. Liguei para o pediatra, expliquei a situação, que disse que isso é comum em crianças até quatro anos, pois o cotovelo ainda não está formado e apresenta frouxidão, pediu para me dirigir a uma emergência pediátrica que tenha ortopedista.

Assim que o ortopedista viu o braço do Biel, matou a xarada… disse que quando a criança ou bebê desloca a cabeça do radio (acho que é isso) e mantém o braço parado ao lado do corpo com a palma da mão virada para trás. Se recusa a levantar o braço acima da cintura que causa desconforto e não usa a mão deste lado, mesmo se você tentar oferecer um brinquedo. Por instinto ela apanhará com a outra mão.

Ao dar essa explicação sobre o que tinha acontecido, ele colocou o braço do Biel no lugar. O médico foi muito delicado, tanto que Biel nem chorou na hora que ele colocou  no lugar! Apenas deu uma reclamada. Juro, eu estava imaginando que ele fosse gritar e muito. Depois ele pediu um raio-x para comparar e ver se estava tudo normal…

Mesmo depois de estar com tudo ok, Biel estava com medo de pegar brinquedinhos com a mão ou de mexer o braço. Precisei provar para ele que estava tudo certo. Mas isso durou menos que cinco minutos, depois que viu que podia mexer o bracinho sem sentir dor, fez a maior bagunça no hospital hehehe

O ortopedista falou que isso é muito comum de acontecer, que vira e mexe aparece alguma criança lá assim. Por isso, cuidado ao levantar a criança ou o baby pelo braço! Não façam aquela brincadeira de balançar ou girar a criança. Nossos pequenos são muito frágeis!

Share: