Antes que vire lenda, vou terminar de contar do Curso de gestantes, né? Ah, vale ressaltar que não sou médica, sou apenas curiosa sobre assunto e estou repassando a minha visão sobre o que aprendi (:

Curso de gestantes – dia um
Curso de gestantes – dia dois
Curso de gestantes – dia três
Curso de gestantes – dia quatro

– Alimentação da criança no primeiro ano de vida

A nutricionista recomendou o aleitamento materno exclusivo até os seis meses de vida. Após esse tempo, os bebês atingem um estágio de desenvolvimento neurológico e motor que permite receber outros alimentos. Além da necessidade crescente de ingestão de mais calorias e nutrientes.

A partir dos seis meses é importante ter pelo menos um dos grupos presentes nas refeições: energia (tubérculos/cereais), proteína (ferro e zinco: carnes/ovos/leguminosas) e vitaminas e minerais (frutas/hortaliças).

Legumes: cenoura, beterraba, abobrinha, abóbora, chuchu, brócolis, couve-flor, berinjela.
Tubérculos: batata inglesa, batata doce, mandioquinha, inhame.
Carnes: músculo ou coxão mole, frango.
Frutas: maçã, banana, pêra, mamão, laranja lima, ameixa preta, melão, pêssego, manga, goiaba, melancia, caju.
Temperos: sal, cebola, alho, azeite – salsinha e cebolinha a partir de 8 meses.
Folhas: agrião, bertalha, espinafre, couve.

A nutricionista alertou para a inserção de uma fruta por vez, assim a criança se acostuma com o sabor da fruta por si só e você, mãe, consegue ver se a criança tem algum tipo de alergia ou tem alguma reação por conta da fruta.

Esse mesmo tipo de raciocínio vale para os alimentos na papinha. Introduzir um alimento novo por dia, de forma que no final de uma semana ele/ela já tenha experimentada um de cada grupo: 1º dia um tubérculo, 2º dia um legume, 3º dia caldo de carne,  4º dia caldo de cozimento folhoso, 5º dia uma mistura de todos os alimentos desta semana, 6º dia substituição do alimento equivalente por um outro do mesmo grupo.

Preparo das papinhas:
* A consistência deve ser pastosa, para isso usar uma peneira grossa – não usar o liquidificador
* Usar colher de silicone, copo e prato no lugar da mamadeira
* Não aquecer os utensílios junto com os alimentos
* Utilizar para cozinhar os alimentos panelas de inox ou vidro
* Oferecer água entre as refeições
* Após nove meses os alimentos devem ser apenas amassados com o gargo, inclusive o feijão
* Aliás, o feijão branco é o que possui maior capacidade para absorver o ferro e o cálcio
* A partir de 1ano e 2meses, os alimentos devem ser picados, desfiados ou cortados em pedaços pequenos
* Peixes, abacate, uva sem semente e mel a partir de um ano
* Se a criança recusar algum desses alimentos, não deve obrigar a comer. Oferecer em outros horários
* Cozinhar os alimentos em pouca água, já as frutas devem ser oferecidas logo após ser descascada
* Evitar o uso de alimentos industrializados (temperos prontos) e açúcar refinado
* É recomendável que o leite de vaca e derivados (iogurtes e queijos) não seja oferecido antes de 1 ano

– Dicas de como escolher uma creche
Essa foi uma das palestras mais importantes no meu ponto de vista, a pedagoga falou de uma série de itens que eu nem fazia ideia!

O berçário deve ter por lei 5 tipos diferentes de espaços:
* sala de estimulação
* sala dos berços (um por criança)
* banheiro adequado
* lactário (que é a cozinha do berçário) / refeitório (para crianças a partir dos 7meses)
* solário

Perguntas/ Pontos de atenção para se fazer na creche:
A creche é legalizada? Possui segurança nos espaços?
Possui equipe técnica especializada?
Os educadores possuem formação acadêmica?
Qual é o número de “tias” por criança? (ideal é três ou quatro por “tia”)
A cozinha e a dispensa são abertas a visitação?
As salas possuem janelas amplas?
Vocês seguem as orientações do pediatra em relação a alimentação?
Como é feita a esterilização dos itens?
Os bebês fazem quantas refeições por dia?
Se eu mandar o meu leite, vocês oferecem para meu filho (a)?
Como é feita adaptação dele (a) na creche? uma semana? 15 dias?
De quanto em quanto tempo os brinquedos são esterilizados? 
Como é o projeto pedagógico (sócio interacionista ou construtivista, entre outros)?
Como é trabalhado a psicomotricidade dos bebês?
Como eu me comunico com a educadora? ela vai relatar como foi o dia do meu filho (a)?
Como é feito nos casos de emergência médica?

Se as mamães experientes quiserem compartilhar mais dicas e perguntas, fiquem à vontade =)

Share: