Gravidez: 12ª semana

Gestação By 10 de setembro de 2012 Tags: , , 10 Comments

Se semana passada não senti enjoo algum, esta semana senti todos… Está um horror. Acho que fiquei enjoada 24h por dia! E é uma coisa meio estranha, porque é um enjoo misturado com a sensação de que a comida está presa na garganta, com um gosto ruim na boca e ao mesmo tempo eu sinto fome! Como pode? achei que enjoo e fome fossem sensações antagônicas, ou seja, se sinto um, não sinto o outro. Vai entender!

Esta semana dei uma engordadinha, fruto da fome que ando sentindo. Ao mesmo tempo percebi que estou perdendo a cintura. Esta fase meio amorfa é terrível. Rola uma barriga, rola um peito grande e por enquanto ninguém diz que você está grávida. Quem não te conhece acha que você está apenas fora de forma (ou com verme) rs

Minha pele estava ótima até semana passada. Surgiram algumas espinhas, nada de outro mundo, mas elas vieram dar uma graça e completar o look desleixado/fora de forma da gravidez.  E eu que pensei que fosse passar ilesa pelas espinhas…

No mais, nada mais. Tirando o enjoo, me entreguei ao ócio improdutivo e só fiz ver tevê. Próxima quinta (13/9) tem ultra! Vamos torcer para o baby abrir as pernas e mostrar suas partes íntimas hehehe

Share:

Sonho ou pesadelo?

Gestação By 4 de setembro de 2012 Tags: , 8 Comments

Sempre me falavam que a gravidez proporciona um carrossel de emoções. Um enjoo aqui, um cheiro forte ali, um mau humorzinho acolá e por aí vai. Já tinha lido também sobre os sonhos loucos ou, se você quiser chamar, pesadelos.

O primeiro sonho esquisito foi eu e o marido no Itaú para pagar uma conta (oi?). Nem eu e nem ele temos conta no Itaú e era dia cinco no meu sonho, logo o banco estava mega lotado, ficamos lá para pagar a conta mesmo depois das quatro da tarde e claro, eu estava grávida.  Depois desse sonho tiveram outros, mas ao acordar esqueço…

Teve um outro em que eu acordava às 4am para correr, detalhe, eu estava grávida, com barrigão! E a corrida era por ruas de um bairro que eu não moro! E o mais engraçado, tinha um monte de gente na rua às 4am! hahahah Agora, quando, na minha vida eu vou acordar a esse horário para fazer exercício físico? e ainda por cima grávida? aham, “senta lá Cláudia!”

O último foi um tanto quanto peculiar, para não dizer pesadelo. O baby já tinha nascido, era uma menina e eu fui na empresa que me contrata levar a documentação para dar entrada no plano de saúde, essas coisas. Chegando lá, pego o elevador. Eu, o baby, carrinho, bolsa de bebê e tudo mais. Chega o andar eu saio do elevador. Quando chego na empresa, me dou conta que eu deixei o carrinho, o bebê e a bolsa no elevador! #comoassim

Aí obviamente eu comecei a chorar no meu sonho, comecei a gritar que tinha perdido minha filha, que ela tinha nascido há muito pouco tempo e por isso eu ainda não estava acostumada a ser mãe e tal (oi??!).

Acordei antes de saber o desfecho da história. Mas já acordei com a mão na barriga e falando para o baby que ele era muito amado e que apesar de não estar “acostumada” a ser mãe, eu nunca vou esquecê-lo em lugar nenhum. E da mesma forma que acordei, voltei a dormir! rs

Share:

Gravidez: 11ª semana

Gestação By 3 de setembro de 2012 Tags: , , 18 Comments

A palavra desta semana é preguiça! O enjoo e azia mal apareceram esta semana… Pelo contrário, viajei a trabalho e comi muitas coisas gostosas. Ainda tive uma festa de aniversário, levei um monte de docinhos para casa e ontem tive o chá de fralda da minha afilhada: Luíza. O resto do tempo? se eu  não estava trabalhando, estava dormindo. É sério! Tem horas que eu acho que não vou ter forças para ficar acordada! rs

No mais, já perdi algumas blusas e vestidos. Nem digo tanto pela barriga, é mais pelos seios, que já cresceram. Eles nem tem doído tanto, é uma dorzinha constante que eu já me acostumei.

Sobre as fotos semanais… Um amigo me falou para fazer mês a mês que toda semana ficaria chato, porque tem pouca diferença. Pode até ser, mas eu acho importante o relato semanal. Acompanhar a evolução, sentir as diferenças do meu organismo e registrar tudo.

A roupa é a mesma, a barriga cresce um pouquinho, mas já repararam que a cor do esmalte e do batom são sempre diferentes? É para não cair na rotina hahaha No início, tinha pensado em mudar a blusa toda semana, tanto que a foto da oitava semana é diferente das demais, mas achei que seria mais divertido manter a roupa e mudar só os acessórios.

Já marquei a próxima ultra, a temida translucência nucal! Marquei com a amiga da Geli (amiga, madrinha de casamento, mãe da minha afilhada), Dra. Ana Paula. Encontrei com ela no chá da Luíza e ela disse que vai tentar descobrir o sexo do baby na TN! É difícil, mas não custa tentar, né?

Aliás, no chá da minha afilhada, um menininho começou a conversar com o Rodrigo. Ele não conhecia a gente, mas agarrou no Rodrigo para conversar. Contou da escola, dos amigos, jogou bola. Lá pelas tantas o pai da Luíza virou para ele falou: “Sabia que ela também está grávida? tem um bebezinho bem pequeno na barriga dela, é tão pequeno que ainda não sabemos o sexo”. Ele olhou para mim, olhou para o Rodrigo e falou com toda certeza do mundo: “é menino”. Será?

Share:

Qual carrinho de bebê comprar?

Bebê | Criança By 31 de agosto de 2012 Tags: , 27 Comments

Logo depois que descobri a gravidez, encontrei com uma amiga que tinha acabado de fazer enxoval do baby. Ela me passou sua lista de compras e me deu uma aula sobre carrinhos. Confesso que me assustei, pensei que era só ir na loja e comprar o mais bonitinho ha-ha Doce ilusão.

Comprar um carrinho é quase igual a comprar uma casa própria ou um automóvel (momento drama queen, me deixa ta?). Bem, devida as proporções financeiras de cada um, descobri que para escolher um carrinho você deve pensar no seu estilo de vida. Pretende andar muito a pé? sozinha? acompanhada? a rua é asfaltada? ou é de paralelepipido? ele precisa caber na mala do seu carro? o bebê vai dormir no seu quarto nos primeiros meses? entre diversas outras perguntas. Depois de ficar confusa com todas essas perguntas e pedir dicas para outra meia-duzia de amigas que já possuem experiência no assunto, estou começando a chegar numa conclusão do que quero!

Wishlist:
– Não quero moisés, no meu caso não será necessário;
– Mas quero que o carrinho recline bastante, assim o baby pode usar desde RN;
– Que o carrinho seja switch! Que bebê conforto saia do carro e encaixe direto no chassi do carrinho. Exemplo, baby está dormindo e você chegou no seu local de destino. Ao invés de tirar o baby do bebê conforto, você acopla ele no carrinho e pronto. Esses modelos switch permitem acoplar o bebê conforto sem precisar da cadeira do carrinho, evitando ficar aquele trambolhão;
– Que ele mude a posição do assento. Exemplo, o baby pode ficar olhando para você ou para o mundo;
– Alça única, dizem que é melhor para conduzir;
– Cor (em ordem de preferência): vermelho, cinza, azul marinho, jeans e preto. Não quero rosinha, lilás ou marrom! Aliás, eu odeio marrom! Marrom só na maquiagem, no côncavo de preferência! rs

Já tenho um modelo queridinho: Peg Perego Pliko Switch Four. Ele é switch, tem nas cores que eu quero, o preço não é dos mais caros, seu único defeito: a alça não é única. Será que isso é fundamental?

Share:

Segunda consulta com obstetra

Gestação By 29 de agosto de 2012 Tags: , 14 Comments

A segunda consulta aconteceu no dia 24/8 e de acordo com o meu médico esse foi o maior período que ficamos sem nos vermos durante a gravidez. Foi pouco mais de um mês. As próximas consultas terão espaçamento de 3 semanas, mas no final da gravidez a esse intervalo irá diminuir.

Levei o resultado da ultra que fiz com 7º semanas e os outros exames que ele pediu de pré-natal. Ele disse que está tudo ótimo e compatível com a idade gestacional. Mediu minha pressão (11/6), fez o exame do toque para ver como estava o colo do útero e me pesou – tudo ok. Esse é aquele momento que a vergonha bate na porta. Porque sim, há mais de um ano estou cinco quilos acima do meu peso normal. Lembram da fase pós e zero exercício? Então, deu nisso. Apesar de estar cinco quilos mais gordinha para o meu parâmetro, estou ainda dentro da faixa saudável para a minha altura. E nas primeiras semanas da gravidez emagreci. Na primeira consulta estava 65,1kg, na segunda consulta 64,8kg. Eu estava até mais magra, mas lembram que na 9ª semana a fome de leão estava aqui firme e forte? Bem, nessa semana fui ogra e comi bastante. Logo a diferença de peso diminuiu mas mesmo assim me manteve mais magra do que na semana que descobri a gravidez. Meu médico me deu estrelinhas por ter conseguido manter o peso (:

Conversei com meu médico sobre o parto, expliquei que queria entrar em trabalho de parto e fazer o parto normal. Ele disse que faz se não oferecer algum tipo de risco para o baby ou para mim. Como sou curiosa, perguntei para ele que tipos de riscos seriam esses, ele falou de vários, não lembro de todos, mas entre eles estavam: o baby estar com a face voltada para a abertura do colo do útero, o cordão umbilical estar em volta do pescoço do baby e o cordão   ser pequeno e por isso não conseguir tirar sem sufocar o baby. Além disso, ele diz que no primeiro parto ele não faz indução para a mulher entrar em trabalho de parto – acho que é isso, aí neste caso ele dá preferência para cesárea. Enfim, estão surgindo algumas dúvidas, acho que vou anotar as perguntas e levar na próxima consulta.

Ele já me passou o pedido da temida translucência nucal (também conhecida como TN) para a 12ª semana – já marquei para o dia 13/9. E o pedido do risco fetal, que deve ser feito na mesma semana. Como marido vai estar viajando no dia da TN, pedi ao Dr. um outro pedido de ultra para fazer quando ele voltar.

Pedi a ele algum remédio para me ajudar com os enjoos que voltaram com força na última semana, ele receitou um remédio. Falou para continuar com o ácido fólico até o final da gravidez  e pediu para começar, na semana da TN, a tomar um suplemento vitamínico-mineral. Este última será até depois da gravidez.

Perguntei quando estaria liberada para fazer exercício físico, ele falou que eu sempre estive liberada (rs). Ele não recomenda fazer exercício no dia em que eu estiver me sentido mal, com pressão baixa ou enjoada, nem começar correr uma maratona. Mas ele super incentiva caminhadas, hidroginástica e até mesmo pilates. Resolvi que até a 12ª semana vou ficar apenas com as caminhadas, já que vira e mexe sinto enjoo e não rola de sair de casa para fazer nada. Mas depois quero tentar a hidroginástica. Uma amiga fez hidro durante a gravidez e me recomendou muito, disse que era um alívio enorme entrar na piscina no final do dia. Até porque preciso fortalecer a coluna para aguentar o peso do barrigón (hahaha).

Share:

Gravidez: 10ª semana

Gestação By 27 de agosto de 2012 Tags: , , 13 Comments

Mais uma semana! No início da gravidez eu me sentia muito insegura e frágil, mas cada semana que passo me sinto mais forte e menos vulnerável. É como se fosse uma vitória, sabe? Claro que o risco me acompanhará durante toda a gravidez, mas para mim será um alívio quando passar essas primeiras doze semanas.

Na última semana o enjoo voltou com tudo e cheguei a vomitar uma vez. Passei todos os dias com a sensação de que tinha algo entalado na minha garganta, como se a comida não descesse. Sem contar os gases – cadê o glamour? Tanto que sexta passada (24/8) tive a segunda consulta com o obstetra e pedi um remedinho para me ajudar nesses momentos. Vou falar mais sobre isso e a segunda consulta num outro post desta semana.

Tirando o enjoo, a prisão de ventre melhorou, o sono continua aqui firme e forte marcando presença. Tenho ido dormir mais cedo, final de semana só faço dormir e ando com zero vontade de arrumar a casa. Confesso que ela anda meio bagunçadinha.

Consegui caminhar duas vezes no calçadão esta semana por 40 minutos. Andei o total de 4,2km (ida e volta). Fui mais devagar que o normal, porque afinal não posso forçar muito e nem passar o batimento cardíaco de 140bpm. Quero ver se consigo fazer isso pelo menos duas ou três vezes por semana.

Os meus seios estão doloridos e enoooormes. Acho que foi uma das primeiras coisas que cresceu. Esta semana coloquei uma blusa mais justa e fiquei impressionada com as duas bolas. Juro, parece silicone. Alguns sutiãs já não cabem direitinho, acho que daqui a pouco terei que comprar um número maior.

Share:

Divagações sobre o parto

Gestação By 24 de agosto de 2012 Tags: , 14 Comments

Desde pequena sempre tive muito medo do parto, na verdade tudo que envolve sangue. Quando fui tirar sangue pela primeira vez, já tinha meus quatorze anos, desmaiei logo após. Quando fui doar sangue pela primeira vez (porque sim, eu finjo que sou corajosa) só da médica me explicar o procedimento, fiquei impressionada, minha pressão baixou e quase desmaiei. Tive que comer lanchinho e passar uma lábia na médica para doar.

Resumindo, sempre sonhei em engravidar, mas sempre evitei pensar como seria o parto do baby. A natureza é sábia e sempre acreditei que quando chegasse a hora, iria surgir o tal instinto materno e tudo se resolveria. A ponto de eu nunca ter gostado de assistir aqueles programas do GNT e do Discovery Home&Healthy sobre a hora do nascimento e nem ler/ ouvir relato de parto das amigas. Óquei, eu li um de uma amiga.

Até que esta semana saí com umas amigas e uma delas me falou: “tem um relato de parto normal que é a coisa mais linda e emocionante”. Na hora nem dei muita bola, mas depois foi me batendo a curiosidade, mandei email e pedi o link. No meu momento de ócio produtivo (aquele momento no trabalho pós-almoço, sala vazia) mergulhei na leitura. E olha que o texto é longo, mas devorei em alguns minutos. Me emocionei em diversos  momentos e pensei com os meus botões “poxa, que parto lindo, quero que o meu seja assim”.

Depois de ler o relato que citei acima, me senti preparada para começar a assistir programas sobre o assunto. Não só consegui assistir, como me emocionei com as histórias e com cada nascimento.

Apesar de ter medo do parto, cesárea para mim nunca foi uma opção. Tenho medo de todo o processo. Medo de abrirem minha barriga, medo dos pontos, da dor dos pontos e de não estar 100% para lidar com o baby após o nascimento. Sempre tive certeza do parto normal. Dói, é intenso, mas é naquela hora e ponto. Não sei se fui influenciada pela minha mãe, que teve eu e minha irmã de parto normal e é só elogios. Lembro de ter os meus dez aninhos e de ter a lembrança de que exatos dois dias depois que minha irmã nasceu, minha mãe foi na feira sozinha, ou seja, o parto acaba e vida normal. Já algumas amigas que fizeram cesárea reclamaram das dores dos pontos, dos gases que se formam e da dor ao se movimentar.

O parto que citei acima aconteceu dentro de uma banheira na maternidade. Não sei se chego a tanto, mas sei o que quero.

Quero entrar em trabalho de parto, quero fazer parto normal, humanizado, quero que o baby nasça e venha para o meu colo tentar mamar. Quero que este momento seja muito especial e repleto de carinho e amor. Claro que na hora tudo pode acontecer e se o parto normal oferecer algum tipo de risco para o baby ou para mim topo fazer cesárea. Agora, quero que isso aconteça só se for estritamente necessário.

ps. achei um texto bem interessante que faz uma comparação entre cesárea e parto normal, quem quiser ler basta acessar o link.
Share:

Preferência: menina ou menino?

Gestação By 23 de agosto de 2012 Tags: , 7 Comments

“O que você prefere? menino ou menina?” Acho que já perdi a conta da quantidade de vezes que me fizeram esta pergunta desde que anunciei a gravidez. E olha, tenho apenas nove semanas! Até descobrir o sexo tenho certeza que ainda vou escutar muitas e muitas vezes. E não me incomodo com a pergunta, mas com ela eu percebi que carrego comigo o maior clichê do mundo materno: “não, não tenho preferência, eu quero que venha com saúde”.

Acho que só depois de engravidar é que entendi o real significado da frase. Porque no final esse é o desejo de todas as mães! Se vier menino ou menina o amor não será menor, tenho certeza que cada mãe e cada pai irá arranjar uma forma de amar aquele serzinho que lhe foi confiado. Tenho amigas que queriam porque queriam meninas, tiveram menino e hoje não se enxergam mães de meninas e vice-versa!

Agora, é impressionante como todos tem um palpite para fazer sobre o sexo do baby e o mais engraçado é que já estou vendo alguns #teamgirl e #teamboy, por enquanto só me divirto! hahahha

Share:

Gravidez: 9ª semana

Gestação By 20 de agosto de 2012 Tags: , , 22 Comments

Teoricamente este post era para ter entrado hoje de manhã cedo, mas apesar de ter tirado a foto no dia certinho (sábado), o findi teve programação intensa e nos momentos de ócio eu só fiz dormir. No início da gravidez eu estava me sentindo super bem disposta, acordava cedo, arrumava a casa, ia no supermercado, hortifrúti, cozinhava e por aí vai. Mas agora? não consigo. Só quero saber de dormir, dormir, dormir, dormir, eternamente dormir. Por este motivo, a preguiça tem falado mais alto, chego em casa e não tenho vontade de ligar o computador e muito menos sentar para escrever posts.

Bem, tirando o sono… vamos ao que interessa! Na última semana o enjoo deu uma trégua (#todascomemora)! Ele foi substituído pela fome de leão! E é uma fome que não é resolvida com uma saladinha acompanhada por legumes cozidos, pelo contrário… a vontade de comer coisas gostosas esteve presente em todas as refeições. Uma coisa engraçada que eu percebi é a fome só é saciada durante as refeições “grandes”, como almoço e jantar. Nos lanches ou café da manhã, o que me saciava antes da gravidez não dá nem para o começo. E é aí que está o perigo para engordar, estou tentando me controlar, mas confesso que às vezes é difícil. O que faz todo sentido, ainda mais se levarmos em consideração o fato do baby receber todos os nutrientes antes da mãe.

Sexta passada senti dor de cabeça. A dor no nervo ciático continua aqui, mas de forma mais leve. Pelo o que andei lendo, esses dois sintomas são normais a partir da nona semana!

Decidi que não vou fazer a sexagem fetal, vou aguardar a ultra de dezesseis semanas. E olha que eu pensei, pensei, pensei, pensei… E até tomar a decisão definitiva alternei momentos de querer fazer o teste ontem e a vontade de esperar. Obrigada por todos os comentários, por dividirem comigo a opinião e experiência de vocês! Realmente não são 350 reais parcelados em dez vezes que farão diferença na minha vida, mas resolvi esperar e curtir o momento da descoberta, da expectativa. Até porque no momento em que estou só quero dormir. Além disso, só pretendo começar o enxoval com quatro meses e meio para cinco, então até lá não pretendo fazer grandes compras.

Ah, sexta-feira (24/8) tem a segunda consulta! Vou levar todos os exames do pré-natal e a ultrassonografia!

Share:

O tal exame de sexagem fetal

Gestação By 15 de agosto de 2012 Tags: , 27 Comments

Estou com oito semanas e já posso fazer o exame de sexagem fetal para descobri o sexo do baby. Mas confesso que estou num dilema danado. O teste não é coberto por plano de saúde, possui eficácia de 99%, o mais barato sai por 350 pilas e ainda demora cinco dias para sair o resultado. Óquei que se eu for esperar pela ultra só irei descobri na 16ª semana. Isso se o baby for camarada e colaborar.

Não tenho viagem programada por agora para fazer enxoval e não tenho nenhuma intuição do sexo do meu baby. Meu pai e a madrinha do baby sonharam com menino e alguns amigos tem a mesma intuição. Minha mãe, algumas amigas e meu ex-chefe só falam em menina – dizem ter certeza. Eu e maridón não temos nenhuma intuição, queremos com saúde. Então no final, acho que a quantidade de “apostas” está empatada.

Já fiz alguns testes… pelo teste da tabela chinesa deu menina, pelo teste do baby center deu menino. E eu fico aqui… assim… alternando entre a vontade de fazer o exame de sexagem fetal e o sentimento de que é bobagem fazer, que o dinheiro do exame pode ser gasto em roupinhas, fraldas e que é tranquilo esperar até a 16ª semana… ai ai…

Share: