Não, não foi o maridón! Fato é, eu não queria contar da gravidez para ninguém significativo antes do Rodrigo, por exemplo: para ninguém da família e amigos próximos. Antes de bater perna na rua, eu resolvi marcar uma consulta com o meu médico. Liguei para o consultório e perguntei para a secretária quando seria a consulta mais próxima no primeiro horário. Ela me respondeu: “dez de agosto”. Aí eu logo rebati: “Ok, mas é que eu acabei de descobrir que estou grávida e por isso não posso esperar três semanas para começar o pré-natal”. Ela fofa, me deu os parabéns, pediu para eu ligar para o celular do médico e disse que iria me encaixar na sexta-feira.

Primeira consulta resolvida, fui pra rua. Então, estava lá na papelaria comprando a mini-sacolinha, quando eu resolvi ali mesmo tirar as embalagens das chupetas para colocar dentro do embrulho. Nesta hora a vendedora da loja falou: “ué, mas você vai tirar a chupeta da embalagem antes de dar de presente? Faz isso não…”. Na mesma hora respondi: “é para o meu marido, eu acabei de descobrir a gravidez.” A vendedora achou lindo, se emocionou e o meu olho encheu de água… owwwn!

Share: