A semana que passou foi… diferente. Muitas sensações novas, queria ter registrado minhas impressões, mas mão deu. Simples assim. Domingo passado (1/9) Biel começou a apresentar sinais de que estava ficando doente. Já a noite o nariz entupido não deixou meu filhote dormir. Só consegui fazer ele dormir no meu colo, ou seja de manhã eu estava um zumbi e decidi que não mandaria ele para creche. Simplesmente não tinha condição. Liguei para a minha irmã sete da manhã e consegui que ela viesse correndo passar o dia com ele.

Fui fazer exame de retorno, depois segui para a minha estação de trabalho. Minha equipe de trabalho fofa tinha organizado um café da manhã para mim. Claro que eu chorei, até aquele momento eu não tinha tido muito tempo para processar as informações. O coração estava duplamente apertado, pela volta ao trabalho, pela separação do meu filho e pela apreensão de ter o meu filho doente pela primeira vez e eu estava longe.

Consegui agendar o pediatra para o final do dia. Chegando lá, ele pesou, tirou temperatura, auscultou o pulmão, olhou garganta, ouvido. Tudo Ok, tirando a febre que já tinha aparecido e o nariz bem entupido. Resfriado comum, carinho, colo, leite materno, soro fisiológico para limpar o nariz e anti-térmico quando a febre aparecesse.

As noites que se seguiram foram difíceis. Banho e anti-térmico para baixar a febre que graças não chegou a ficar alta. Biel acordando quatro/ cinco vezes por noite para mamar e porque simplesmente não conseguia respirar. Coloquei meu travesseiro no bercinho dele, ele praticamente dormiu sentado nesta última semana. Muito soro fisiológico para limpar o nariz, aquele treco de sugar meleca, um pouquinho de vicky na pontinha do nariz e (pasmem) uma cebola cortada ao meio na cabeceira do berço do Biel.

Não, não foi o pediatra que passou isso! heheheh Eu lembrei que na minha adolescência eu li um livro chamado “O poder das plantas” e lá falava que a cebola mata os ácaros, purifica o ar, ajuda a soltar a coriza, entre outras coisas. Pena que não lembrei disso logo de cara, só na terça, mas desde que passei a colocar a cebola ele dormiu melhor.

Os dias foram passando, rolou um mega revezamento de familiares para cuidar do Biel (irmã, pai, sogra, …) . Na quinta, ainda tinha febre de vez em quando e o nariz continuava bem entupido. Marquei nova consulta com o pediatra e pedi para minha sogra me encontrar lá com o Biel – para mim seria mais fácil ir direto do trabalho.

Cheguei lá me assustei, ele estava muito molinho, sem forças, sabe? até o choro estava fraco. Naquele dia, ele mamou comigo por volta de oito e pouco da manhã e ao longo do dia só tinha aceitado 150ml de forma espaçada. Isso é muito pouco. Muito! Ele emagreceu nesses dias … O pediatra examinou e viu que o quadro tinha evoluído para uma otite e por isso a febre não ia embora. Não teve jeito, Biel teve que entrar no antibiótico (ATB). Serão doze dias.

Vinte e quatro horas depois da ação do ATB Biel já estava mais animado… Enfim, só amanhã (9/9) é que vamos de fato começar a nova rotina. Ele vai para creche e eu para o trabalho. Depois volto para contar como foi e sem a preocupação de ver meu filhote doente.

ps. neste turbilhão todo, acabou que eu fiquei doente também
Share: