Browsing Tag

3º trimestre

Consulta da trigésima quinta semana

Gestação By 22 de fevereiro de 2013 Tags: , 10 Comments

Agora consulta é semana sim e outra não, depois será semana sim e semana sim! Desta vez precisei ser desmarcada porque minha obstetra teve um parto, fui remarcada para quinta e encaixada no último horário. Tadinha, dava para ver como ela estava cansada da maratona. E mesmo cansada, me atendeu com todo carinho do mundo, respondeu toda minha listinha de perguntas. Vocês devem pensar “ué, mas é obrigação dela”. É, pode até ser, mas eu não tinha essa abertura com meu antigo obstetra, quando dava cerca de meia-hora de consulta, a conversa acabava e ponto final. Então, sim… eu me emociono com sua dedicação.

Perguntei quando teria que fazer a inscriação no site de uma das maternidades do Rio e ela falou que é a partir da 37ª semana. Conversamos sobre a escolha da marternidade.

Conversamos sobre algumas coisas que tinha conversado com a E.O. nos primeiros momentos pós-parto e vi como estamos em sintonia. Ela é a favor de esperar o cordão umbilical parar de pulsar para cortar e se tudo der certo, é o maridão que irá cortar.

Aproveitando o papo sobre o momento pós-parto, e apesar de já ter decido com o marido não colher sangue do cordão umbilical do Biel, perguntei a opinião dela. Ela não se mostrou contrário, mas disse que ainda é uma prática que está sendo estudada e que não tem tantas comprovações de seu uso. E que de toda forma, ela disse que só deixa colher o sangue do cordão após ter a garantia de que está tudo bem com o baby, que isso pode demorar alguns minutos e com isso a colheta ser inviabilizada. De qualquer forma, se a gente quiser tentar colher, ela aconselhou a procurar o INCA (banco público) para pegar um kit de colheta ao invés de um privado.

Aí, ela comentou uma coisa que parece banal mas é verdade, sobre a importância de escolher um médico que tenha afinidade com as coisas que você acredita e espera, pois esse trabalho em conjunto é um dos caminhos para o sucesso da relação.

Mostrei o resultado da última ultra e ela disse que está tudo perfeito com Biel, peso e tamanho perfeitos. Mostrei também o resultado do ecocardiograma que tinha feito na metade de janeiro e tinha esquecido de mostrar para ela.

Ela mediu minha pressão (12/8), mediu os batimentos cardíacos do Biel (136bpm) e fez o exame de toque por que esta semana senti cólica e mais uma vez estava com medo de estar em TP prematuro (hahahah). Mas não, não estou! Meu útero ainda está alto, cólo do útero fechadinho, lindo e perfeito.

Ela pediu alguns exames de sangue, urina, todos de rotina referente a idade gestacional que estou e pediu para tomar vacina contra coqueluche, por conta do surto que está rolando por aí.

Comentei também que na última semana minha barriga tem ficado dura, muitas vezes. São as tais contrações de Braxton-Hicks, perguntei se tinha problema sentir mais vezes ao longo do dia, ela disse que não. Perguntei se era comum o bico do seio coçar, ela confirmou que sim. É ele crescendo, esticando, se preparando.

Próxima consulta daqui a quinze dias com a presença do maridón.

Share:

Gravidez: 35ª semana

Gestação By 17 de fevereiro de 2013 Tags: , , , 20 Comments
Barriga de grávida

Acompanhamento semanal da gravidez: 35ª semana.

35ª semana ou oito meses (14/2)! Às vezes é difícil de acreditar de que está chegando… Olho para trás e lembro do início de tudo… da felicidade, do medo de dar algo errado, das descobertas, … e me emociono. Acho que estou nostálgica esses dias, mas uma coisa que tenho certeza é que aproveitei cada segundo da gravidez e quero continuar assim nas próximas semanas.

Não sei se a foto passa a realidade, mas a barriga cresceu tanto nessas últimas semanas. Os vestidos e blusas que comprei ao longo da gravidez estão começando a ficar justas na barriga.

Vamos as novidades da semana!
* tivemos mais um encontro com a enfermeira obstetra e desta vez marido participou e foi beeem legal,
* o porta-treco que encomendei para ficar na prateleira em cima da cômoda chegou!
* depois de um leve stress e algumas ligações, o bombeiro veio de fato resolver o problema da infiltração,
* por conta disso, no último sábado começamos a montar o cantinho do Biel e já temos berço, cômoda e prateleira devidamente instalados ♥
* minha mãe lavou quase todas as roupas do Biel, faltam só algumas que precisam ser lavadas a mão, depois é só passar e trazer aqui para casa!

Apesar dos móveis estarem instalados, ainda não comecei a arrumar as coisinhas dele. Vou arrumar ao longo desta semana. Aliás, a casa está uma zona porque para arrumar as coisinhas dele vamos precisar nos desfazer de algumas coisas e como no quarto não cabe mais, está tudo na sala rss

Acho que por conta do estágio avançado da gravidez tenho terminado os dias bem cansada. É sono, cansaço no corpo, tudo junto e misturado. E como o calor voltou com tudo aqui para o Rio, só quero saber de sombra, ar condicionado e água fresca.

Por falar em água, tenho sentido uma sede fora do normal! E é sede de água! Biel continua mexendo bastante e promovendo momentos delícia para esta mãe daqui que fica toda boba.

Esta semana fizemos a (provável) última ultra do Biel, não pude fazer com aquela minha amiga porque ela está de férias. Meus sogros nos acompanharam! Marquei em uma maternidade daqui do Rio, a médica foi super profissional, fez todas as medições que minha obstetra pediu, mas não mostrou nenhuma imagem do perfil do meu baby. Até pensei em editar e colocar a ultra aqui como sempre faço, mas não tem muitas imagens identificáveis. Tipo, olha ali o pé, a mão. Só reconheci o coração, o rim, o estômago… É sempre bom ver o meu filho, mas sei lá, esperava mais! Ah, ela disse que ele já tem cabelo, que deu para ver na ultra o cabelo se mexendo.

Bem, o que importa mesmo é que Biel e sua casinha estão beeeem! Ele já está viradinho de cabeça para baixo, o corpinho dele está para o lado direito da barriga, o bumbum perto da minha costela direita e os pés chegam até o meu lado esquerdo – deu para entender? rs A ultra foi feita com 35ª semanas e 0 dias.

Resumão:
Batimento cardíaco: 150bpm
Peso: 2,533kg (aprox.)
Fêmur: 6,8cm
Tamanho: cerca de 47,6cm (compatível com 35ª semanas e 1 dia)
Placenta: corporal anterior, grau 1 de maturidade
Líquido amniótico normal

Share:

Encontro com a E.O.

Gestação By 14 de fevereiro de 2013 Tags: , , , 28 Comments

Hoje teve mais um encontro com a enfermeira obstetra, desta vez contamos com a participação especial do maridón! Ele estava meio tenso, sem saber o que iria encontrar pela frente, mas saímos nós três com sorriso no rosto e a certeza de que estamos no caminho certo.

A intenção da participação dele nos encontros é criar um vínculo entre nós três (já que ela estará presente num dos momentos mais importantes de nossas vidas), aumentar o vínculo entre nós dois e prepará-lo para o que pode acontecer durante um TP, que não é uma receita de bolo ou uma combinação de equações matemáticas. Afinal, o homem participa da gravidez de uma forma diferente da mulher. Mesmo ele estando super envolvido com todo processo, no momento do parto ele ocupa dois papéis: ator e expectador, pois não é ele que sente a dor, a contração e todos os outros sintomas. Então, eles precisam estar preparados para entender todo processo e não ficarem tensos/ preocupados. A primeira reação (instinto) deles é cuidar/ proteger a mulher. Deve-se tomar cuidado com essa tensão deles, pois ela pode passar para gente (Biel e eu) e nos atrapalhar.

A E.O. começou explicando para o Rodrigo sobre o primeiro estágio do trabalho de parto (pródromos), sua fisiologia, suas características, as contrações irregulares. Explicou o que é a dor da contração, que é nada mais que o corpo se preparando, se “esticando” para a passagem do baby, que primeiro vem a dilatação do colo do útero (que é o que recebe nota de 0 a 10 – praticamente apuração de escola de samba, dilatação: dez! hahah péssima a piada) e depois começa a dilatação do canal vaginal.

Aí ele levantou a questão da demora do TP, que isso pode ser agoniante para ele, ela explicou que ao contrário do que se pensa, um TP rápido demais pode ser intenso e nem sempre é o melhor. O importante é dar o tempo para o corpo agir e se abrir. Ele também levantou a questão de eu não querer anestesia, de querer de fato um parto natural. Essa parte foi bem bacana porque ela explicou fisiologicamente que a descarga de adrenalina que o corpo recebe nesta hora ajuda a anestesiar.

O parto é um momento de entrega e de renascimento. Renascimento meu, do Rodrigo, do nosso amor e o nascimento do nosso filho. Apesar de nos conhecermos, nos amarmos, nos respeitarmos, o parto é um processo revelador, no qual minha alma estará desnuda e que isso irá nos conectar de uma outra forma.

Ela perguntou se a gente conhecia o livro da Laura Gutman (A maternidade e o encontro com a própria sombra), falei que tinha ganho de uma amiga e que o Rodrigo já tinha lido o capítulo sobre a paternidade. Ela pediu para ele ler também sobre o parto. Já eu, estou atrasada com minhas leituras, ainda preciso terminar de ler o livro que minha obstetra me passou.

O papo foi ainda mais profundo e durou mais de uma hora, mas não consigo lembrar de tudo. Aproveitei e tirei outras dúvidas sobre o momento do parto e do pós-parto. Ela contou da monografia de final de pós-graduação dela sobre a importância do cordão umbilical, de não cortá-lo logo em seguida do parto, de esperar parar de pulsar. Esta parte foi ótima, porque vi que tudo que pensei/ sonhei para o meu parto, faz parte do ideal de trabalho dela e da minha obstetra.

Aprendemos algumas respirações que podem ajudar durante o TP. No próximo encontro que o Rodrigo for, ela vai mostrar um vídeo de um parto natural, que eu já vi e vai continuar explorando o tema parto. Ela passou esse exercício de respiração para a gente fazer juntos em casa.

Share:

Gravidez: 34ª semana

Gestação By 11 de fevereiro de 2013 Tags: , , 14 Comments
Barriga de grávida

Acompanhamento semanal da gravidez: 34ª semana

Paradinha estratégica no meio do carnaval para postar a foto da semana! Não que o meu carnaval esteja animado, este ano estou longe dos blocos, só programinhas calmos como encontrar amigos, praia, piscina e algumas arrumações na casa. Mas não é porque estou na calmaria que a foto não tem que ser elaborada, né? óquei que o post da semana do natal e o dessa semana deveriam ser temáticos. Pensei em comprar algum adereço de cabeça, mas no final do dia estou tão cansada que tenho preguiça de qualquer coisa…

Bem… aí está a foto da barriga da 34ª semana no estilo: “melindrosa” fake. Porque de melindrosa só tem o colar de pérolas e o delineado gatinho. Mas como é carnaval o delineado foi feito na cor azul turquesa com detalhes verde água e boca rosa.

Como o assunto do post não é make… Terça passada teve mais uma consulta com minha querida obstetra e o encontro com a EO não rolou porque ela teve um parto, remarcamos para esta quinta!

A Silvia reparou no último post que a barriga já não está tããão alta. Ela começou a baixar de duas semanas para cá. Biel continua mexendo bastante, na verdade ele alterna momentos quietinhos (deve estar dormindo) e outros bem agitados. Na última consulta a Dra. falou que ele já estava viradinho, de lá para cá, ele já deu uns pulos, espero que ele não esteja mudando de posição rs

O cantinho do Biel não foi montado e nem vou mexer nisso durante o carnaval… Não era assim que eu havia planejado, mas o bombeiro não veio aqui resolver o problema da infiltração e nem apareceu para dar notícias. Isso me deixou num mau-humor tremendo no final da semana passada! Na quinta antes do carnaval, marido e eu fomos no prédio do lado reclamar. Na sexta recebi a informação de que tudo será feito na quinta pós-carnaval. Oremos muito! Pois, não quero mais adiar nenhum dia a arrumação das coisinhas dele! Quero arrumar tudo no próximo final de semana.

Ah, neste final de semana me rendi a três copos de coca-cola durante uma feijoada, afinal, já que cervejinha não pode meeeeeeesmo, fui de coca. Porque feijoada com mate ou água não combina, né? Favor concordar comigo =P

E vocês, como estão indo de carnaval?

Share:

Consulta da trigésima terceira semana

Gestação By 6 de fevereiro de 2013 Tags: , , 28 Comments

Agora as consultas terão o intervalo de 15 dias, ou seja, a próxima é na semana pós-carnaval. Desta vez me senti com uma adolescente… pela primeira vez a consulta demorou para começar e não sei porque foi me batendo uma ansiedade, tive palpitações, frio na barriga… hahah total adolescente.

Para variar conversamos bastante e é sempre muito bom. Nas últimas semanas tive algumas percepções, cheguei a algumas conclusões e estou com vontade de escrever a respeito, mas como é um texto mais profundo, não consigo escrever em dez minutos. Até comecei a conversar com a dra. sobre isso, mas não desenvolvi.

Ela me passou o último pedido de ultra (será? rs) para a trigésima quinta semana. Cheguei aos dez quilos engordados! ABAFA! Apesar de eu me condenar, minha médica disse que está ótimo. Minha pressão estava boa (12/7), batimento cardíaco do Biel direitinho e confirmou mais uma vez que ele está viradinho, na posição certa. É muito amor! ♥

Eu sempre levo uma listinha de perguntas, né? e uma delas foi sobre o espaço que Biel ocupa dentro de mim… Há uns dias senti ele chutando ou socando a minha virilha, achei que fosse viagem da minha cabeça. Mas nããããão! ele de fato se estica e chega lá! Assim, como ele chuta em cima, perto das minhas costelas. Mas o anjinho do meu filho ainda não acertou nenhuma delas. Ele adora é empurrar o meio da minha barriga (entre as costelas). Eu sou boba, babona e acho lindo!

Falei também que meus pés e minhas mãos estão ultra ressecadas, ela falou que os pés é principalmente por conta do aumento de peso, a pele fica mais grossa. Perguntou da minha dormência nas mãos, falei que continua por aqui, forme e forte e que a mão esquerda está pior, mas que não ligo não. Se eu conseguir pegar as coisas e escrever de vez enquando ta tudo certo rs

Mostrei o exame de urina e nada de infecção urinária! oba! Por conta do livro que ela me emprestou (A cientificação do amor, de Michel Odent) falei para ela que a princípio não tinha tendência a pressão alta porque não tenho proteína na urina (hahah) e que tinha lido também que o omega 3 que estou tomando também ajuda a prevenir. ahahah Acho que ela deve ficar achando que eu sou louca e que está criando um monstrinho ehehhehe

Falei do primeiro encontro com a enfermeira obstetra e que amanhã tenho outro! Rumo a 34ª semana (:

Share:

Cremes durante a gravidez

Gestação, Mãe By 5 de fevereiro de 2013 Tags: , , 14 Comments

cremes_gravidez

Logo no início da gravidez fui na minha dermato para saber o que poderia usar. Grávidas tem uma série de restrições e eu não queria usar nada que fizesse mal. Levei todos os meus cremes e saí com a indicação de alguns outros. Um dos maiores medos da mulher são as malditas manchas no rosto e as estrias.

Para as manchas no rosto, continuei usando o filtro solar que já usava antes: minesol da Roc. Para estrias, ela me passou um creme da dermage que eu achei caro demais e desisti de comprar. Já tinha a ideia de viajar para fazer o enxoval e resolvi deixar para comprar o creme na viagem. Aproveitei a dica da amiga-mãe-dinda e me joguei no Softlotion da Johnson’s, sempre compro esse da foto, que tem cheirinho gostoso e custa cerca de cinco reais. Não deixa a pele melecada e super atendeu as minhas necessidades de hidratação.

Quando a barriga começou a crescer, comecei alternar o creme da Johnson com esse creme da L´Occitane, que possui concentração de 25% de Manteiga de Karité e deixa a pele bem hidratada, que eu tinha ganhado de presente do marido ano passado e até então não tinha usado porque ele é muito concentrado. Comecei a usar principalmente a noite, para evitar de ficar muito melecada durante o dia.

Quando viajei para NY para fazer o enxoval, comprei o famoso Mustela, que é próprio para gravidez. Alterno ele com o bom, bonito e barato creme da Johnson e o óleo da Natura da mamãe e bebê. Para não ficar grudenta nesse calor do Rio de Janeiro, passo o óleo dentro do banho, antes da última chuveirada, ou seja, antes de sair do banho tiro o excesso do óleo.

Ou seja, a maioria dos cremes que estou usando não são específicos e acho que obviamente muita coisa (assim como na fase do casamento) é feito/ oferecido para vender mais e fazer a gente gastar dinheiro. Acho que o importante é desde do primeiro momento que descobrir a gravidez hidratar a pele para ela ficar elástica e se hidratar bem (beber água). Mas eu acho que a necessidade de hidratação profunda só aparece mesmo a partir do quarto/ quinto mês, porque é quando de fato a barriga dá uma esticada e começa a crescer de verdade.

Eu tenho estrias no bumbum, porque desenvolvi meu corpo muito novinha (com dez anos) e nesta idade eu queria é brincar de boneca e não ligava para passar creme, né? O meu primeiro obstetra dizia que estria é mais uma questão de tendência. Bem, como eu não quero correr o risco, passo religiosamente os cremes no barrigón de manhã e de noite! hehehe

Por último, mas não menos importante: o Lansinoh. Também comprei na viagem, mas ainda não comecei a usar! Este é para usar nos seios, ele previne, protege e trata as fissuras nos mamilos. Por ser totalmente natural, não precisa ser removida antes das mamadas. É recomendado começar a passar um mês antes do nascimento para “preparar” a pele. Ainda não comecei. Devo começar por volta da 34ª semana.

E vocês? que cremes usaram?

Share:

Gravidez: 33ª semana

Gestação By 3 de fevereiro de 2013 Tags: , , , 13 Comments
Barriga de grávida

Acompanhamento semanal da gravidez: 33ª semana

33ª semana! Está chegando! Barriga crescendo visivelmente a cada semana, Biel mexendo loucamente dentro de mim (AMO!) e começando a promover aquele momento “alien” hahaha é divertido! Não é mais necessário colocar a mão para sentir ele se mexendo, às vezes basta ficar de olho que é possível ver a barriga se mexendo hehehe

Às vezes estou no trabalho, concentrada e sinto ele mexendo mega forte, paro o que estou fazendo e fico admirando a barriga. Tem horas que ele deve se esticar todo aqui dentro, aí dá para sentir direitinho um ponto mega duro e a barriga disforme ♥

Esta semana trabalhei normalmente e estou quase sem tosse alguma, o resultado do exame de urina saiu e não tenho mais nada! Ufa! A azia tem aparecido por aqui, incomoda um pouco, mas ando tão feliz com tudo, que nem ligo.

Daquela lista que publiquei dizendo que estava com o enxoval atrasado, quase tudo foi providenciado! Ganhei de presente de uma amiga muito querida o kit higiene e de outra tão querida quanto as fraldas de pano branca! Além disso, ganhamos mais algumas roupitchas e pacotes de fralda! É muito amor comigo, papai e Biel ♥  Só tenho a agradecer o carinho das pessoas nas últimas semanas ♥

A prateleira foi comprada. O móbile e o enfeite de porta da maternidade já foram encomendados já falei na semana passada. Daquela lista falta só um sutiã e o protetor de carrinho. Ah, e falta também comprar os itens de farmácia: absorvente íntimo e de seio, álcool 70, cotonete de baby – aliás, alguém tem dica de absorvente pós-parto? Vou montar o cantinho dele nas próximas semanas. Até porque a história da infiltração ainda não foi resolvida! Prometeram que será esta semana. Oremos!

Na próxima terça tem mais uma consulta com a minha obstetra ♥

Share:

Comentários infelizes

Gestação By 31 de janeiro de 2013 Tags: , 22 Comments

Grávida é um ser mágico e de fato o mundo sorri para nós. É muito comum as pessoas puxarem assunto, mesmo que não te conheça e queira te dar alguma dica, te elogiar e por aí vai. De modo geral, não me incomodo com as perguntas, com os comentários e sempre tento ser a mais simpática possível, mesmo quando é algo que não me agrada.

Desde o início da gravidez, vira e mexe alguém pergunta quantos meses estou (contagem por semana é só aqui no blog e para outras grávidas ou mães), quando respondo alguns infelizes (nem todos, pq tem gente elogia e diz que ta enorme – adóro!) rebatem: “jura? sua barriga está tão pequena”. Durante algum tempo isso não me incomodou, mas passou a me incomodar no início deste ano. Num dia em específico me pegou meio tristinha por outros motivos e fiquei bem chateada. Minha cabeça de grávida viajou, foi longe e não foi legal. Foi preciso desabafar com algumas amigas para ficar na boa.

Até num possível bullying que meu filho possa a vir a sofrer na escola eu pensei… Graças a Deus e as ultras, o tamanho da minha barriga está coerente com a minha idade gestacional, meu filho está com tamanho e peso compatíveis. Agora, imagina se não estivesse?

Já para outras grávidas, barriga grande pode significar estar fora de forma, gordinha… Foi assim com uma amiga. Tamanho de barriga varia de acordo com o biotipo de cada mãe. Por isso, pense bem antes de sair por aí comparando a barriga dos outros. Então fica a dica da minha amiga Carol: “barriga de grávida ou é bonita ou não é nada”.

Outra conversa que me incomoda profundamente é quando me perguntam quando o Gabriel vai nascer, o típico “é para quando?”. Até aí Ok, mas quando respondo a partir do dia X, porque o dia certo eu não sei, é ele que vai escolher. A pessoa olha para mim com uma cara de indignação, repulsa (sei lá!) e pergunta: “Você vai fazer parto normal?”, como se eu fosse A louca em escolher esse tipo de parto, como se eu fosse uma aberração da natureza. Tipo, até 50/60 anos atrás as pessoas nasciam assim, sabia? Se não fosse esse método, o mundo não estava aí com 7 bilhões de pessoas.

Cesárea é uma técnica recente e infelizmente no Brasil ela é o método principal de trazer bebês ao mundo. Ok, ela salva vidas e tem gente que prefere. E eu respeito o método que cada um escolhe para ter filho. Eu não saio por aí tentando catequizar as minhas amigas que querem fazer cesárea, então, só peço que respeitem também o método que eu acho melhor para minha família.

Por último, as pessoas que resolvem que o meu filho tem que nascer logo. Perguntam para quando é, aí respondo “a partir da segunda quinzena de março”, aí a pessoa resolve na cabeça dela que é tempo demais para esperar e rebate dizendo que a criança vai nascer no início de fevereiro, no máximo depois do carnaval. Alto lá! deixa meu filho quieto aqui dentro, crescendo, se desenvolvendo, se preparando. Início de fevereiro meu filho será prematuro! Pode não, quero não!

Share:

Enfermeira obstetra

Gestação By 29 de janeiro de 2013 Tags: , , , 25 Comments

Já devo ter contado em algum momento que a equipe da minha obstetra consiste nela, num pediatra neonatal e numa enfermeira obstetra (EO). Quando eu entrar em trabalho de parto, vou ligar para EO, explicar os sintomas, a intensidade e ela vem para minha casa. Enquanto isso, minha obstetra vai organizar tudo para eu me encaminhar para a maternidade mais próxima ou a que tiver vaga. A ideia é que eu fique o máximo de tempo em casa antes de ir para a maternidade, pois estar num ambiente familiar ajuda na evolução do trabalho de parto (TP).

Desde o início, a minha obstetra disse que em um dado momento eu passaria a ter encontros com a EO, a fim de nos conhecermos e me preparar para o parto. Afinal, já que ela vai estar em um dos momentos mais importantes da minha vida (e íntimo) é bom que a gente tenha o mínimo de afinidade.

O primeiro encontro aconteceu na última sexta e ela quis saber um pouco do meu histórico de vida, minha história com o Rodrigo, se a gravidez foi planejada, como foi o desenrolar, o que eu senti, o que eu não senti, meu conhecimento sobre as etapas do trabalho de parto, o que eu acredito, etc. O papo foi gostoso, fluiu, nem senti a hora passar.

No final ela quis conhecer o Biel, me colocou numa maca e apoiou com delicadeza sua mão em cima da minha barriga e ficou ali, sentindo o pulsar do batimento cardíaco dele e suas mexidinhas. Passou alguns exercícios para repetir em casa durante a semana, tanto de respiração, quanto de fortalecimento da região pélvica e coluna.

O próximo encontro será no domingo (problemas de incompatibilidade de agenda) e o Rodrigo vai participar. A ideia é que ele também esteja preparado para o trabalho de parto. É bom ele estar ciente das fases que vou passar para não se assustar e me dar todo apoio necessário durante esse momento.

Share:

Gravidez: 32ª semana

Gestação By 28 de janeiro de 2013 Tags: , , 4 Comments
Barriga da grávida

Acompanhamento semanal da gravidez: 32ª semana.

O post da 31ª semana entrou beeem atrasado, mas vamos lá, colocar em dia os posts da evolução da barriga! Já viram o post sobre a lista de enxoval? Gostaram? Não quis colocar marcas na planilha para não favorecer uma marca ou outra (a intenção não é fazer propaganda), mas se tiverem dúvidas e quiserem dicas de marcas para um ou outro produto, deixa aí nos comentários =)

Bem, a semana passada foi bem atípica. Fiquei em casa a semana inteira. Só saí para ir na farmácia, na médica, no supermercado e para levar o meu xixi para passear no laboratório. Lembram que eu tava com infecção urinária? Então, minha obstetra pediu para repetir o exame uma semana após tomar o remédio. Estou aguardando o resultado.

O móbile do berço e o enfeite da porta da maternidade já estão aprovados! Agora é torcer para tudo ficar pronto o quanto antes! Mas acredito que só vou tê-los em mãos no final de fevereiro ou início de março.

We have cômoda!!!!!! êeeeeee Minha mãe encomendou no site da loja no dia 17/01 a noite e ela foi entregue no dia 24/01! Eu achava que fosse demorar mais para chegar, mas que bom que chegou antes! A única coisa que não gostei é que eles não avisaram que iriam entregar no dia 24. Não ligaram nem para mim ou para minha mãe. Simplesmente vieram aqui e entregaram. Eu tinha ido levar o exame de urina no laboratório, quando chego na minha rua tem um caminhão da loja em frente ao meu prédio. Fui lá e perguntei para o motorista para quem era entrega e ele respondeu: “é para Sra. Júlia” hahahahah eu! sorte que tinha gente em casa para receber.

Agora, imagina se não tivesse??? A dor de cabeça que isso iria dar? Ah, tem mais! Durante a entrega, descubro que eles (a loja) agendaram a montagem para o dia seguinte. “Sorte” que semana passada foi totalmente atípica e eu estava em casa. Conclusão: cômoda montada! ♥

Maaaas, como nem tudo é perfeito, nas arrumações do quarto percebi que uma parece está começando a apresentar infiltração. Acredita? Isso porque durante a nossa viagem no final do ano passado eu deixei tudo arranjado para pintarem o quarto. Essa é uma infiltração recorrente. É a quarta vez que o prédio do lado promove essa lindeza. Sorte que nas últimas duas vezes a gente estava viajando e foi tudo resolvido enquanto não estávamos aqui (lua de mel junho/2010 e viagem para o leste europeu setembro/2011). A primeira foi logo quando meu marido se mudou para cá. A gente não tem custo nenhum porque “a culpa” é da caixa d’ água do prédio do lado, mas é uma dor de cabeça, né? e eu quero montar o quarto depois do carnaval.

Limpei o ar condicionado do quarto e fui conhecer a enfermeira obstetra que irá me acompanhar durante o trabalho de parto. No mais a azia voltou forte por essas bandas de cá e vomitei pela segunda vez durante a gravidez toda. Ela sempre aparece na hora que vou dormir.

Share: